quinta-feira, 4 de março de 2010

Corega ultra selante anti-partículas tem fabricação interrompida

O laboratório GlaxoSmithKline do Brasil, fabricante da pasta adesiva Ultra Corega Anti-Partículas (16 horas), utilizada na fixação de dentaduras, teve sua fabricação interrompida pelo própria empresa por conta de eventual ingestão excessiva de Zinco existente em sua composição e que poderia causar danos a saúde.

Não se tem conhecimento da quantidade de pessoas que utilizam o produto, mas pelo preço comercializado (em média R$ 41,00) o uso deve ser restrito. Os dados sobre a prevalência de pessoas edentadas, no Brasil, são precários e conflitantes. Acredita-se que aproximadamente 80% das pessoas com mais de 65 anos são edentadas e um percentual semelhante utiliza prótese total. O laboratório GlaxoSmithKline, com sede operacional, nos Estados Unidos, é fabricante de uma série de medicamentos para Hepatite, AIDS, infecções, vacinas e Corega entre outros. O Zinco é um mineral essencial e existente em diversos alimentos como nozes, aveia, lentilha, farinha de trigo, grão de bico, castanha de caju, espinafre. Carnes vermelhas, ovos, lacticínios e caranguejo também são fontes de Zinco. No entanto, o zinco existente nos alimentos de origem animal são absorvidos em apenas 20%. Por outro lado, os oxalatos (espinafre, beterraba, chocolate, chá), fitatos, ferro, são inibidores da absorção do zinco. As necessidades diárias de zinco variam de acordo com a idade, segundo o Food and Nutrition Board (2004). Assim, as crianças necessitam, em média, de três a cinco mg/dia de zinco. Adultos entre 14 a 70 anos necessitam de aproximadamente entre oito e 11 mg/dia de zinco. Durante a gravidez, a necessidade do mineral é maior. O zinco é fundamental à síntese de DNA e RNA, na conversão de proteínas em energia, importante fator de cicatrização da pele. Participa também na síntese e metabolismo da insulina, dos hidratos de carbono, lipídeos e metabolismo energético e atuam ainda na atividade das células do sistema imunológico. O zinco é encontrado em todo o corpo, sendo 60% nos músculos, 30% nos ossos e o restante em outras partes do corpo e não há locais específicos de seu armazenamento. Os órgãos que mais dependem do zinco são o coração, cérebro, próstata e órgãos reprodutores. Sua eliminação ocorre pela urina, fezes, cabelo e suor. A carência de zinco pode provocar perda de apetite e do paladar, impotência, lesões na pele, cegueira noturna, baixa imunidade, retardo, vômitos, diarréia e outros sinais e sintomas.

Em contrapartida, o excesso de zinco, em doses superiores a 2g/dia, por longos períodos é maléfico ao organismo e pode ocasionar, principalmente, sintomas de envenenamento e distúrbios neurológicos, dormência, formigamento e anemia. No site do próprio laboratório esses riscos são mencionados. É importante ressaltar que o laboratório GlaxoSmithKline é fabricante da pasta selante Ultra Corega Anti-Partículas(16 horas) há apenas um ano. Segundo ainda o mesmo laboratório, a quantidade de zinco na pasta Ultra Corega é de 32 mg por grama de pasta. Nesse sentido, seria necessária a utilização em larga escala e por muitos anos para que fosse caracterizado o excesso de zinco. Um tubo de pasta Ultra Corega Anti-Partículas de 40 g deve ter uma duração média de 21 dias. Mas existem relatos da utilização indiscriminada chegando ao uso abusivo de dois tubos por semana. Muitas pessoas utilizavam a pasta importada, antes da de sua distribuição nacional. Nesses casos a pessoa que vem usando continuadamente e por muitos anos a pasta deve procurar auxilio médico. O zinco utilizado na pasta selante Ultra Corega Anti Partículas é na forma de poli-metil-vinil-eter/ac maléico cujo principal função é aumentar a adesividade da pasta. É importante ressaltar que a recente interrupção da comercialização da pasta no Brasil não é motivo de pânico entre os usuários. Todos os demais produtos Corega, como a pasta Ultra Corega (12 horas) e o pó fixador não apresentam restrições e continuam a ser comercializados normalmente, pois não contém zinco em suas composições.

Outras informações poderão ser obtidas no site www.gsk.com.br ou pelo telefone :0800 701 2233.

Artur CerriDiretor da EAP-APCD

fonte: apcd.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pergunte, discuta, opine aqui: