quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Manchas nos dentes podem comprometer a estética bucal


Boa aparência! É uma expressão que resume a auto-estima da sociedade moderna. Hoje, independente da posição social, para sentirem-se bem as pessoas precisam estar contentes com a própria imagem. Por isto, um fator determinante da beleza externa merece cuidados, os dentes. Responsáveis em auxiliar na ingestão de alimentos e bebidas, os dentes ficam expostos a substâncias internas e externas com altos níveis de corante e podem sofrer alterações na sua cor, conseqüentemente, afetando a estética.

Manchas brancas, amarelas e até mesmo marrons podem aparecer no esmalte dos dentes devido aos fatores externos como cigarro, café, chá, vinho tinto, refrigerantes e internos como as reações do organismo pelo uso de antibióticos (tetraciclina), elevada utilização de flúor (fluorose) e também pelo processo natural de envelhecimento. Portanto, os tipos e intensidades das descolorações dependerão da mistura de fatores genéticos, da ingestão de substâncias com corantes e hábitos rotineiros.

Para as manchas superficiais causadas por alimentos, placa bacteriana, café ou cigarros, o tratamento indicado é o jato de bicarbonato de sódio seguido de um polimento. Já para as manchas brancas (fluorose), o recomendado é o método que "lixa" os dentes, chamado de Micro Abrasão. Entretanto, para as manchas enraizadas na camada interna dos dentes (na polpa), a técnica ideal é o clareamento dental. O gel à base de peróxido de hidrogênio é colocado no esmalte e, logo em seguida, o laser é aplicado sobre as moléculas do gel que ativa a liberação de oxigênio, promovendo o branqueamento dos dentes.

As restaurações e prótese são casos que não respondem aos métodos de clareamento conhecidos, que só agem sobre o esmalte natural dos dentes. Portanto, para recuperar próteses com problemas de cor a solução é fazer uma restauração com a técnica de facetas laminadas, uma capa que envolve apenas a parte frontal dos dentes e pode ser de resina ou porcelana, sendo esta última a mais indicada para quem procura a estabilidade de cor, pois as porcelanas não sofrem alterações na coloração.


Fonte: O Serrano

Nenhum comentário: